7 de set de 2016

 Microsoft oferece 9 cursos de tecnologia de graça

A Microsoft, em parceria com o projeto Brasil Mais TI, que oferece cursos gratuitos sobre tecnologia, vai passar a disponibilizar conteúdo na plataforma.
Há 9 cursos disponíveis: 'Aprendendo a programar', 'One Note Para Professores', 'Minecraft', 'Conceitos Básicos de Desenvolvimento de Software', 'Fundamentos de Computação em Nuvem', 'Fundamentos da Linguagem C#', 'Fundamentos de Rede', 'MVA Top 10 Recursos do Windows 10' e 'Office 365'.
"A parceria se estende a longo prazo e novos cursos serão inseridos no decorrer do ano", explica a Microsoft. Os cursos, elaborados por profissionais da empresa, são dedicados a quem está iniciando a vida profissional, mas podem ser feitos por qualquer pessoa.
Para acessar os cursos, clique aqui.

Azeites decepcionam novamente em teste da PROTESTE

É pedida a retirada do mercado de 8 dos 20 extravirgens testados, por fraude contra o consumidor, ou classificação errada, diferente da indicada no rótulo.
Pela quinta vez, a PROTESTE Associação de Consumidores testou azeites. E novamente os resultados decepcionam: apesar de todas as nossas denúncias, ainda há fabricantes colocando nas prateleiras produtos adulterados. Ou seja, esse alimento tão importante à saúde continua sendo fraudado. De 20 testados 4 foram eliminados, e outros 4 não são indicados para compra.

Em quatro marcas haviam indícios de outros óleos vegetais adicionados, ao invés de apenas a gordura proveniente da azeitona, colocando em risco uma das propriedades primordiais do azeite: favorecer a saúde. A PROTESTE pediu a retirada dos produtos do mercado.

São reincidentes os fabricantes dos azeites Figueira da Foz, Tradição e Quinta d'Aldeia, que parecem pouco se importar com o consumidor. Essas mesmas marcas haviam sido denunciadas em 2013, por conta da mesma irregularidade apontada agora. A eles se juntou o Pramesa, que no último teste não havia sido eliminado. Estes produtos foram eliminados do teste após a análise em laboratório comprovar adulteração, com adição de outros óleos vegetais, o que não é permitido por lei.

Embora tragam a palavra extravirgem na embalagem, os azeites da Qualitá, Beirão, Carrefour Discount e Filippo Berio foram apontados como virgens na análise sensorial. Isso significa que, na hora da compra, você paga mais caro por um extravirgem, mas leva um produto diferente para casa. Segundo essa avaliação, 7 marcas não poderiam ser classificadas como extravirgens: quatro são virgens (Qualitá, Beirão, Carrefour Discount, Filippo Berio), e três lampantes (adequados somente para uso industrial devido à alta acidez): Figueira da Foz, Tradição e Quinta D'Aldeia.

Diante desses dois problemas, alguns fabricantes estão cometendo crime de consumo, já que infringem o Código de Defesa do Consumidor e outras legislações. Apesar desses problemas, também há boas notícias no novo teste: 5 marcas que haviam sido avaliadas como virgens em 2013, agora apresentaram um azeite melhor, de fato extravirgem. Foram os casos de La Española, Carbonell, Serrata, Gallo e Borges. 

O produto mais bem avaliado em nosso teste foi o Cocinero, indicado como autêntico azeite extravirgem, que apresentou excelente qualidade, apesar de sua embalagem de plástico (garrafas de vidro escuro tendem a conservar melhor o alimento).  Além disso, obteve o melhor custo-benefício entre os produtos analisados. O ponto negativo é o rótulo que precisa de adequações, uma vez que não informa a data de envase do produto.

Todas as marcas testadas foram: 
Andorinha; Beirão; Borges; Carbonell; Cardeal; Carrefour; Cocinero; Figueira da Foz; Fillippo Berio; Gallo; La Espanhola; La Violetera; O-Live; Pramesa; Qualitá; Quinta d'Aldeia; Renata; Serrata; Tradição e Taeq. 

4 de jun de 2016


Ervas Para Uma Pressão Sanguínea Saudável

Milhões de pessoas ao redor do mundo têm pressão arterial elevada e muitos nem sequer sabem disso.

Isso é provavelmente porque a pressão arterial elevada é chamada como o assassino silencioso; Prejudica os indivíduos sem sintomas imediatos. A pressão arterial de 140/90 mmHg é considerada perigosa, e sem alterações do estilo de vida para melhorar a saúde cardiovascular, danos graves podem ser feitos para as artérias, tecidos cardíacos e aos rins.

Para manter naturalmente ou mais baixos níveis de pressão arterial, tente estas ervas ultra-saudáveis para o coração:
As bagas de espinheiro
O espinheiro tem sido usado para apoiar a saúde do coração e a pressão arterial normais desde o ano 1800 quando os médicos realmente os recomendavam aos doentes com problemas cardiovasculares. As bagas estão cheios de flavonóides e proantocianidinas oligoméricas (OPCS) que suportam o fluxo de sangue, protegem dos radicais livres, e até mesmo ajudam a dilatar os vasos sanguíneos.
Canela
Esta especiaria perfumada amplamente cultivada é embalada com antioxidantes e óleos voláteis que reduz naturalmente a inflamação e combate os radicais livres. A canela é especialmente benéfica para a saúde do coração e pode realmente ajudar a baixar a pressão arterial e colesterol LDL.
Alho
Tendo uma longa lista de benefícios para a saúde bem documentados, o alho não é útil só para manter a pressão sanguínea saudável, mas é ótimo também para a saúde geral e longevidade. O alho contém um composto chamado alicina, que lhe dá o odor distinto e permite que os vasos sanguíneos se dilatarem e a circulação melhorar.
Semente de aipo
O fitoquímico mais abundante no aipo (mandioca) é chamado ftalidas. Ftalidas relaxam naturalmente as paredes das artérias, permitindo espaço suficiente para o fluxo de sangue nas artérias. 1 Esta função permite uma pressão sanguínea saudável, juntamente com uma melhor circulação.
Gengibre
Esta erva aromática e picante tem inúmeros benefícios para a saúde, mas é comumente usado para acalmar a inflamação por todo o corpo. O gengibre não só apoia as respostas de inflamação saudável mas também é um antioxidante que ajuda a proteger o sistema cardiovascular dos radicais livres.
Tags: a pressão arterial saudável, a saúde do coração, saúde do coração, saúde e bem estar, uma vida saudável, vitaminas e suplementos

27 de nov de 2015

O que é Ética:


Ética é o nome dado ao ramo da filosofia dedicado aos assuntos morais. A palavra ética é derivada do grego, e significa aquilo que pertence ao caráter.
Num sentido menos filosófico e mais prático podemos compreender um pouco melhor esse conceito examinando certas condutas do nosso dia a dia, quando nos referimos por exemplo, ao comportamento de alguns profissionais tais como um médico, jornalista, advogado, empresário, um político e até mesmo um professor. Para estes casos, é bastante comum ouvir expressões como: ética médica, ética jornalística, ética empresarial e ética pública.
A ética pode ser confundida com lei, embora que, com certa frequência a lei tenha como base princípios éticos. Porém, diferente da lei, nenhum indivíduo pode ser compelido, pelo Estado ou por outros indivíduos a cumprir as normas éticas, nem sofrer qualquer sanção pela desobediência a estas; mas a lei pode ser omissa quanto a questões abrangidas pela ética.
A ética abrange uma vasta área, podendo ser aplicada à vertente profissional. Existem códigos de ética profissional, que indicam como um indivíduo deve se comportar no âmbito da sua profissão. A ética e a cidadania são dois dos conceitos que constituem a base de uma sociedade próspera

Fofocas e incompetência, andam juntas!
A Escola

A escola é um ambiente propício para o exercício e aprendizado da ética. Através dela, professores, alunos e funcionários podem obter resultados positivos no processo educacional, melhorando o ambiente de trabalho e aprendizado. Em suma, se todos agirem de forma ética na escola todos sairão ganhando, pois os resultados serão positivos.

Os professores
Os professores desempenham papéis fundamentais no que se refere à ética na escola. As crianças e jovens aprendem mais com exemplos do que com palavras. O professor que age de forma ética com alunos, colegas/professores e funcionários escolares passam aos alunos um importante modelo de comportamento ético.

25 de nov de 2015

Tecnologia conectando alunos e professores em busca do melhor aprendizado

Ensino conectado à vida contemporânea

É impossível ignorar que a sala de aula precisa se adaptar à realidade vivida por todos nós, de rotinas cada vez mais ligadas à tecnologia. O Ensino Híbrido: personalização e tecnologia na educação apresenta aos educadores formas de integrar tecnologias digitais ao currículo escolar. Desenvolvidos pela Fundação Lemann e o Instituto Península, o conteúdo está disponível em dois formatos: um curso online e um livro, que abordam desde a otimização do espaço escolar até verificações de aprendizagem.
Aprendendo mais sobre o assunto, os educadores conseguirão:
- Aproximação da realidade escolar com o cotidiano do aluno
- Maior engajamento dos alunos no aprendizado
- Melhor aproveitamento do tempo do professor
- Ampliação do potencial do professor para intervenções efetivas
- Planejamento rico e individualizado
- Acompanhamento próximo de cada aluno



Create your own banner at mybannermaker.com!